Data: Outubro de 2014

Autores: Evangelina Vormittag e Cristina Guimarães Rodrigues.

Realização: Instituto Saúde e Sustentabilidade

Descrição: Em continuidade aos estudos e atualização das melhores práticas, apresenta-se aqui uma “nota metodológica”, que aborda as principais modificações ocorridas nas estimativas da carga de doenças atribuíveis à poluição para o estudo do Rio de Janeiro em relação ao de São Paulo. A nova metodologia foi adotada após contato com a área do Environmental Burden of Disease da Organização Mundial de Saúde, responsável por estimar a carga de doenças atribuível à poluição no mundo.