16/07/2015

Pesquisa: Avaliação dos Impactos da Saúde Pública e sua Valoração devido à Implementação Progressiva do Componente Biodiesel na Matriz Energética de Transporte

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail to someone

Data: Julho de 2015

Autores: Paulo Hilário Nascimento Saldiva, Paulo Afonso André, Evangelina da M. P. A. de Araujo Vormittag, Cristina Guimarães Rodrigues, Julia Affonso Cavalcante, Luiza Perez Schrempp

Realização: Instituto Saúde e Sustentabilidade

Apoio: APROBIO

Descrição: O estudo teve por objetivo avaliar o impacto da implementação de diferentes adições de biodiesel ao diesel – combustível utilizado nos transportes – em termos de saúde (morbidade e mortalidade) e sua respectiva valoração econômica. O indicador ambiental selecionado para os cenários de intervenção foi o MP2,5 (material particulado inalável fino) e o ambiente de análise congrega seis Regiões Metropolitanas: São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre.

A partir da análise de dados para 5 cenários temporais e 4 diferentes porcentagens de mistura (B5, B7, B10, B15, B20), os resultados demonstram que a inserção do biodiesel na matriz energética de transportes pode trazer significativos benefícios à saúde da população.

Síntese dos resultados:

Clique na imagem para aumentar

FOLDER APROBIO-01-01