21/11/2018

Artigo científico: Avaliação de saúde da população de Barra Longa afetada pelo desastre de Mariana, Brasil

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail to someone

Data: Novembro de 2018

Autores: Evangelina da Motta Pacheco Alves de Araujo Vormittag, Maria Aparecida De Oliveira, Josué Souza Gleriano

Descrição: Em 2015 ocorreu o rompimento da barragem do Fundão, causando o maior desastre minerário do Brasil. O município Barra Longa foi o segundo alcançado pela lama tóxica, cuja população representa uma das mais expostas aos riscos da degradação ambiental. O presente estudo tem como objetivo identificar por autoavaliação as percepções da população exposta, quanto a sua saúde física, mental e social e ao atendimento das suas necessidades. Trata-se de estudo exploratório, transversal e descritivo, a partir de entrevistas com 507 residentes nas áreas urbana e rural, dos quais 37% referem saúde pior que antes do desastre. Dentre os problemas de saúde relatados espontaneamente, 40% são respiratórios; 15,8%, afecções de pele; 11%, transtornos comportamentais; 6,8%, infecciosos; 6,3%, oftalmológicos; e 3,1%, digestivos. Os cinco sintomas mais relatados são cefaleia, tosse, dor nas pernas, prurido e ansiedade. Os dados dão voz ao sofrimento a multivariadas queixas de saúde e à vulnerabilidade da população.