Em cinco anos, a utilização de carros particulares e motos cresceu 21% na cidade de São Paulo, de acordo com pesquisa apresentada pela Secretaria do Estado dos Transportes Metropolitanos.

Quase metade dos entrevistados pela pesquisa deslocam-se continuamente utilizando veículos individuais, enquanto 54,3% dependem de ônibus, trem e metrô – média que 2012 girava em torno de 44,7%.

O aumento da quantidade de veículos nas ruas impacta diretamente na poluição atmosférica e consequentemente na saúde dos indivíduos. O Instituto Saúde e Sustentabilidade publicou em 2013 a pesquisa Avaliação do Impacto da Poluição Atmosférica no Estado de São Paulo sob a Visão da Saúde que apresenta dados atualizados sobre as influências do aumento da poluição na saúde, no meio ambiente e na economia.

Confira aqui reportagem completa da Folha de S. Paulo.