Sem chuva há dias, São Paulo registrou hoje (13/10) a temperatura mais quente de outubro, com 35,9º C e 13% de umidade relativa do ar, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Já a qualidade do ar, entre ontem e hoje, foi considerada péssima e muito ruim em algumas regiões da cidade. Para a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), foi a primeira vez desde a adoção de novos parâmetros de medição que foram registrados esses níveis.

Leia Mais:
Não há previsão de chuvas, mas umidade deve subir nesta semana

Monitoramento do Ar
Recentemente o Instituto Saúde e Sustentabilidade lançou um estudo que mostra a defasagem no monitoramento da qualidade do ar no Brasil, que dificulta o controle mais rigoroso dos níveis de poluição e contribuem para a continuidade dos níveis de mortes e internações.

Confira aqui o estudo completo sobre o Monitoramento da qualidade do ar no Brasil.

Veja também:
Estudo aponta a projeção de mortes e internações decorrentes da poluição do ar em São Paulo.