A publicação científica quadrimestral, Revista Brasileira de Estudos de População, divulgou em sua última edição de 2015 um dos estudos do Instituto Saúde e Sustentabilidade. “Projeção da mortalidade e internações hospitalares em rede pública da saúde atribuíveis à poluição atmosférica no Estado de São Paulo entre 2012 e 2030” foi realizado por Cristina Guimarães Rodrigues, Evangelina da Motta Pacheco Araújo Vormittag, Julia Affonso Cavalcante, Paulo Hilário Nascimento Saldiva e pode ser lido no site da revista ou no do Instituto. Em breve, o artigo também estará disponível no Scientific Electronic Library Online (SciELO).

O trabalho de agosto de 2014 tem como objetivo investigar os desfechos em saúde (internações, mortalidade, gastos públicos em saúde) até o ano de 2030 devido à exposição a três cenários de poluição atmosférica no Estado de São Paulo. Os resultados apontam para a necessidade de implementação de medidas mais rigorosas para controlar a poluição do ar. Mantendo o mesmo nível de poluição observado em 2011, haverá um total de mais de 246 mil óbitos por todas as causas entre 2012 e 2030, cerca de 953 mil internações hospitalares públicas e um gasto público estimado em internações de mais de R$ 1,6 bilhão.

Confira essa e outras publicações do Instituto Saúde e Sustentabilidade.