Nessa quarta-feira, 29/10, o Instituto Saúde e Sustentabilidade lança mais uma pesquisa: Avaliação do Impacto da Poluição Atmosférica no Estado do Rio de Janeiro sob a Visão da Saúde, que tem como objetivo avaliar os dados ambientais de poluição atmosférica, a estimativa do impacto em saúde pública e sua valoração em gastos públicos, durante 2006 a 2012.

Em continuidade aos estudos e atualização das melhores práticas, apresenta-se aqui uma “nota metodológica”, que aborda as principais modificações ocorridas nas estimativas da carga de doenças atribuíveis à poluição para o estudo do Rio de Janeiro em relação ao de São Paulo. A nova metodologia foi adotada após contato com a área do Environmental Burden of Disease da Organização Mundial de Saúde, responsável por estimar a carga de doenças atribuível à poluição no mundo.

Confira aqui a Noda Metodológica completa!

This Wednesday, October 29th, the Health and Sustainability Institute launch one more research: Evaluation of the Impact of Atmospheric Pollution   in the Rio de Janeiro State under the health vision, which aims to evaluate the environmental data about air pollution, the estimate of the impact in public health and its valuation in public spending, during 2006 to 2012.

In continuity to the studies and updating of best practices, will be shown here a “methodological note” that approaches the main modifications occurred in the estimates of the burden of diseases attributable to air pollution for the study of Rio de Janeiro in relation to São Paulo. The new methodology was adopted after contact with the area of the Environmental Burden of Disease of the World Health Organization – WHO, responsible for estimating of burden of diseases attributable to pollution in world.

Check here the complete Methodological Note!