Objetivo é que 80% do público-alvo seja atendido

A presidente Dilma Rousseff e o Ministro da Saúde Arthur Chioro anunciaram nesta segunda-feira, 10 de março, o lançamento da campanha “Cada menina é de um jeito, mas todas as meninas precisam de proteção” em prol da vacinação contra o vírus do papiloma humano (HPV), principal causa de câncer do colo de útero.

A vacinação tem como público-alvo meninas de 11 a 13 anos, e o objetivo é que 5,2 milhões sejam contempladas. A vacina é aplicada no sistema “estendido” composto por três doses, e pode ser encontrada em postos de saúde e escolas públicas e privadas.

Dra. Evangelina Vormittag, diretora do Instituto Saúde e Sustentabilidade, afirma que os pais não precisam se preocupar e devem proteger suas filhas do desenvolvimento de câncer do colo de útero futuro. Muitas vezes, os pais sentem-se incomodados em vacinar suas filhas tão jovens contra algo que poderão adquirir através da relação sexual. No entanto, pesquisas atestam que o fato de vacinar meninas mais novas não influencia na antecipação de sua iniciação sexual. O importante é lembrar que quanto mais cedo a jovem for vacinada, maior será sua proteção contra o HPV e o câncer.

A produção da vacina é nacional e está sendo feita em parceria com o Instituto Butantan e o laboratório privado Merck Sharp & Dohme (MSD). Estão sendo investidos R$1,1 bilhão na compra de 4 milhões de doses para o período de cinco anos – necessário para a transferência de tecnologia ao laboratório brasileiro.

Mais informações:

Portal Brasil: Presidente Dilma lança vacinação nacional contra HPV