O Brasil começou a testar,recentemente, a utilização de biometano como combustível para carros adaptados com a tecnologia GNV. O material é uma versão refinada do biogás, extraído de matéria orgânica em decomposição como esgoto, lixo, restos de alimentos, resíduos da agricultura, entre outros.

O principal benefício do biometano em relação ao gás natural veicular é que ele é 100% renovável.

Segundo o UOL Notícias com fonte do CIBiogás (Centro Internacional de Energias Renováveis/Biogás), o biometano reduzirá em até 90% as emissões de poluentes atmosféricos na comparação com a gasolina. Seu uso ainda previne o lançamento de metano na atmosfera – agente potencializador do aquecimento global.

Desde 2015 o uso do biometano para abastecer automóveis já é regulamentado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), no entanto ele ainda não pode ser encontrado em postos de combustível pelo país.

Porém sua chegada ao mercado brasileiro será breve. A Sulgás (Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul) pretende adquirir até 200 mil metros cúbicos por dia de biometano para serem comercializados.

A Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo) já trabalha para que sua frota de veículos seja abastecida com o combustível.

Mais informações em Uol Notícias.