Novo relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que ao menos 92% da população mundial residem em áreas onde o ar não é adequado para a saúde humana segundo os padrões estabelecidos pela instituição.

Para a pesquisa, dados foram coletados em mais de 3 mil regiões urbanas e rurais em todo o mundo.  No Mediterrâneo oriental, Sudeste Asiático e Pacífico Ocidental foram apontados os níveis de contaminação mais elevados.

Dentre os países  do BRICS, o Brasil conta com o desempenho menos negativo, com 14 mortes a cada 100 mil habitantes por ano devido a causas relacionadas a poluição do ar. hina, Rússia, Índia e África do Sul têm respectivamente 70, 61, 68 e 39 mortes na mesma escala.

Segundo a organização, os meios ineficientes de transporte, a queima de combustível e de rejeitos em residências, as centrais elétricas e a indústria são os principais causadores do problema.

Confira reportagem da Jovem Pan sobre o tema com informações do Instituto Saúde e Sustentabilidade:

Instituto Saúde e Sustentabilidade no Jornal da Manhã Jovem Pan