13/10/2014

Instituto Saúde e Sustentabilidade promove debate “Emergência em saúde pública: a qualidade do ar. Deixaremos o Estado de SP perder 35 vidas ao dia?”

O Instituto Saúde e Sustentabilidade promove o debate “Emergência em saúde pública: a qualidade do ar. Deixaremos o Estado de SP perder 35 vidas ao dia?”, que acontece dia 23 de setembro, em São Paulo. O encontro tem como objetivo alertar a população para a atual discussão no Conselho Nacional de Meio Ambiente (CONAMA), que estabelece novos padrões nacionais de qualidade do ar e o impacto que essa mudança pode trazer ao país. Aberto ao público, o evento é realizado em parceria com o Ministério Público Federal, o Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental e a Rede Nossa São Paulo.

Durante o debate, será apresentada a real situação do ar que respiramos e os efeitos sobre a saúde das pessoas. Reforçando a importância da revisão Resolução CONAMA nº 03/1990, que visa medidas cabíveis de controle de emissão de poluentes imediatas e de médio prazo. Ao final, será entregue a CARTA COMPROMISSO aos Srs. Ministros da Saúde e Meio Ambiente, com medidas factíveis por uma politica de ar limpo.

“Realizamos estudos que revelam que a poluição atmosférica é responsável por altos índices de mortalidade. Tendo impactos, inclusive, financeiros para o sistema de saúde pública. Isso porque existe uma grande deficiência nos sistemas de controle da qualidade do ar no país”, explica Evangelina Vormittag, presidente do Instituto Saúde e Sustentabilidade.

O encontro conta com a presença de representantes do poder público, da sociedade civil organizada, acadêmicos e especialistas na área da saúde e meio ambiente. Entre eles estarão a coordenadora da 4ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, Sandra Verônica Cureau; o Procurador Regional da República lotado na Terceira Região (PRR3) e representante do Ministério Público Federal no CONAMA, José Leonidas Bellem de Lima; o Prof. Titular da Faculdade de Medicina da USP, Paulo Saldiva; a Diretora Presidente do Instituto Saúde e Sustentabilidade, Evangelina Vormittag; o Presidente do PROAM – Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental, Carlos Bocuhy; o coordenador executivo da Rede Nossa São Paulo, Maurício Broinizi Pereira e o consultor ambiental em emissões atmosféricas, Olímpio Alvares.

O debate “Emergência em saúde pública: a qualidade do ar. Deixaremos o Estado de SP perder 35 vidas ao dia?” faz parte da programação da Virada da Mobilidade (http://viradadamobilidade.com.br/), que acontece em São Paulo entre os dias 20 a 26 de setembro.