Capa MonitoramentoVinte e cinco anos após a Resolução CONAMA Nº 05 de 15 de junho de 1989, que instituiu o Programa Nacional de Controle da Qualidade do Ar, o PRONAR, e determinou a criação de uma Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade do Ar, o Brasil ainda enfrenta dificuldades para monitorar os níveis seguros de poluentes na atmosfera.

Neste cenário, a pesquisa Monitoramento de Qualidade do Ar no Brasil teve como objetivo investigar a situação atual da rede de monitoramento da qualidade do ar existente no país, reunindo informações publicadas em websites dos órgãos ambientais estaduais.

Os resultados foram alarmantes em termos de saúde pública: o acesso público aos dados sobre o monitoramento não é adequado; o PRONAR não foi cumprido; parte das unidades federativas não implementaram o monitoramento em seus territórios ou o realizam de forma incompleta, com prejuízo, minimamente, do monitoramento da qualidade do ar no país, do combate à poluição do ar, da saúde dos brasileiros e da divulgação da informação à sociedade.

Leia o documento na íntegra aqui.