13/07/2016

Chikungunya mata mais que dengue e zika no Nordeste do país

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail to someone

O motivo para o aumento significativo de mortes confirmadas por chikungunya no Nordeste brasileiro ainda é uma incógnita para médicos e pesquisadores. De acordo com o Ministério da Saúde, a região conta com 87% das infecções registradas em todo território. A doença é transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus.

No 1° semestre, a chikungunya matou 45 pessoas, contra 35 mortes por dengue e cinco pelo vírus da zika na região.

Os sintomas da doença são: febre acima de 39 graus e de início repentino e dores intensas nas articulações de pés e mãos. Pode ocorrer ainda dores de cabeça, dores musculares e manchas vermelhas na pele. Vale enfatizar que aproximadamente 30% dos casos não desenvolvem sintomas.

Contra o avanço da doença, o Ministério da Saúde formulou o Guia de Manejo Clínico, com orientações sobre diagnóstico e manejo clínico para profissionais da saúde.

As informações são de levantamento realizado pelo UOL, que inclui dados das secretarias estaduais de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

Mais informações: UOL Notícias Ciência e Saúde